quinta-feira, 8 de agosto de 2013

sem paciência pra tudo que é óbvio

(Nota: acredite, todos os fatos abaixo realmente aconteceram -- para a infelicidade da minha paciência).

Era sexta-feira à noite quando fui a um bar com um amigo. Dei uma rápida olhada no cardápio, mas pedi as mesmas coisas de sempre: cerveja e um cinzeirinho. Então, o garçom – novato naquele bar, só pode – chegou e fez a seguinte pergunta:

- Traz dois copos?

“Não! Eu vou beber em um copo e meu amigo vai tomar a cerveja no cinzeiro”.
Deu vontade de retrucar. Mas achei melhor ficar quieto.

Outro dia, também num barzinho com amigos, pedi ao garçom que me trouxesse um cinzeiro. Aí, ele virou e me perguntou com aquela cara lavada:

- O senhor fuma?

“De jeito nenhum. Eu? Fumar? Pedi o cinzeiro para colocar a porção de batata frita que pedi há pouco”.

Não respondi (de novo).

Na lanchonete da esquina, fui pedir um X-burguer. Coisinha rápida. Típico para quem não costuma obedecer ao relógio. Vinte minutos depois, a mocinha, simpática e sorridente, veio e me entregou o X-burguer. Detalhe: sem hambúrguer.

- Ah! Mas no X-burguer vai hambúrguer? - perguntou.

“Lógico que não. Eu que dei uma viajada agora, imagina. Nesse lanche aí deve ir pé de galinha à milanesa”.

Pensei. Como sempre.

Na semana passada – veja só –, liguei para a casa de uma amiga.

- Oi. Por favor, a Marcela está?

- Está sim!

Alguns segundos de silêncio. E...

- Você quer falar com ela?

“O que você acha? Liguei só para saber se ela está em casa. Só isso. Tchau!”.

Contei até dez.

O porteiro do meu prédio, quando me viu saindo carregando algumas malas no último final de semana, indagou:

- Vinícius, o senhor vai viajar?

“Não. Vou jogar as minhas roupas na lixeira”.

Respirei bem fundo.

Então, entrei num táxi e fui para a rodoviária com as minhas malas (que não joguei na lixeira, ok?). O taxista, louco para puxar uma conversa, comentou:

- Vai viajar?

“Que nada! São as malas que vão viajar. Estou levando-as para embarcar no ônibus das quatro para Curralinho”.

Pensei. Sem paciência pra tudo que é óbvio.

2 comentários:

  1. kkkk Adorei Vini, fiquei imaginando sua cara em cada situação. :)

    ResponderExcluir
  2. Adorei....kkkkk
    Bj
    Sol

    ResponderExcluir