quarta-feira, 2 de maio de 2012

sobre saudade e dias frios

Por que esses dias frios são tão carregados de saudade?

Mas não de uma saudade arrebatadora, barulhenta, que judia, que nos atira no chão e que parte o coração. São dias carregados de uma saudade sorrateira, que aproveita o barulho do vento para entrar pelas frestas da janela. Sacana, ela vence pela desatenção e manda você para o passado – sem cortesias nem rodeios. E, lá, você vê as coisas vivas novamente. As lembranças ganham formas, olhos, abraços, bocas, gestos e gostos. Elas revivem e dançam à sua frente, com um sorriso amarelado e cínico. É uma saudade que seduz, encanta e, depois, vai embora sem deixar rastros. Quando muito deixa uma lágrima bem besta nos seus olhos, mas que tão logo secam. E a vida, assim, continua.

2 comentários:

  1. DE BIANCA AZZARI, VIA FACEBOOK:

    Gostei!

    ResponderExcluir
  2. Lívia Guimarães Gussen6 de maio de 2012 04:13

    somos mesmo muito parecidos... entendo perfeitamente como é essa saudade!

    ResponderExcluir