sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

paixão, seja bem-vinda!

Está bem, vai: você venceu. Eu me rendo. Também já estava na hora, eu sei. E ainda digo mais: já estava com saudades de sentir o meu coração batendo num ritmo diferente daquele meio burocrático que costumava bater até um dia desses. Sinto um pulsar mais rápido, talvez – talvez porque eu ainda não sei distinguir essas batidas muito bem. Sabe como é, né?!, fazia muito tempo que isso não me acontecia.

Desde aquela época que você sabe muito bem, apostei minhas fichas na solidão. Estava convicto. Escondi todo e qualquer sentimento, que ameaçava pensar em aparecer, atrás de uma cortina e pronto. E ali fiquei por um bom tempo – ouvindo músicas tristes, fumando cigarros na janela enquanto pensava em ninguém e escrevendo minhas certezas tortas por linhas infelizes. Era bonito até – poético, você pode dizer –, mas nunca me levou a nenhum lugar que não fosse a escuridão do meu quarto. E só.

Saiba, minha querida paixão, que é sempre bom tê-la por perto. Besta fui eu que fechei os meus olhos para a sua beleza por tanto tempo. Besta é pouco, isso sim. Neste tempo – e só hoje tenho a consciência para admitir –, perdi as coisas mais belas da vida. Mas, agora, sei que tudo vai voltar como era há um bom tempo. As noites não serão tão mais longas. Se forem, sem problemas: tenho você como companhia e isso já me basta. Sei também que os filmes românticos, que sempre achava bregas e cafonas, farão muito mais sentido daqui pra frente. E aquela música, lembra? Aquela, pô! Então, ela parece cantar aquilo que ando pensando por aí.

Também voltei a ter aquele olhar longe e profundo. A ser contraditório. Voltei a ficar com as mãos suadas e com a angústia à flor da pele se o celular não toca. A olhar para o nada. Voltei a ficar tão eufórico como nos tempos de criança, quando os meus primos vinham me visitar. Pois bem: com você, paixão, eu abandonei a esperteza da solidão para ser um bobo. Mas um bobo feliz.

10 comentários:

  1. Lindo ... lindo ... lindo !!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! Fico feliz que tenha gostado!
      Abs,
      vn

      Excluir
  2. Saudades de me sentir assim tb!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Calma! Ela é sempre assim: às vezes faz umas viagens muito longas e demoradas, mas volta. Acredite.

      Abs,
      vn

      Excluir
  3. Perfeita a descrição.Ces't la vie...

    ResponderExcluir
  4. Bacana! a gente sabe que sofre, a gente tenta fugir, ignorar, desvincilhar, mas não adianta: a paixão é o que move o mundo - et persi muove -, não é mesmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, meu caro amigo! (Acho que...) Felizmente é assim!
      Forte abraço
      vn

      Excluir
  5. Respostas
    1. DE GUILHERME SOARES DIAS, VIA E-MAIL

      Tb tô apaixonado e divido exatamente os mesmos sentimentos. Até pq passei um bom tempo sozinho e não acreditando na paixão, mas é realmente bom sair do chão um pouco e florear a vida. Temos q marcar um bar pra conversar sobre isso e brindar (sempre) essa fase!

      Excluir
  6. Acredito que dê para conciliar paixão com a esperteza lúcida da solidão. Basta estar com a pessoa certa. Basta procurá-la com mais afinco. Basta desligar-se dos promenores. Um exercicio ardioso mas recompensatório.

    ResponderExcluir