quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

dias


Os meus piores dias são os dias sem alegria nem tristeza. São dias em que nada te faz chorar ou, se faz, é um choro quase sem por que, com lágrimas sem sabor, um algo estranho. Os meus dias mais terríveis são aqueles em que a emoção se esquiva e a música se cala. Dias em que a risada parece uma utopia. Dias em que você não ama nem odeia. Dias em que o silêncio faz um barulho de enlouquecer. Dias em que nem a preocupação por alguma bobagem te aflige. Esses, sim, são os dias em que você olha para os céus e questiona a vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário