quarta-feira, 22 de junho de 2011

em vão

Ele disse que não ia mais sofrer,
fechou os olhos e pôs-se a esquecer,
do beijo que já não provava mais,
do abraço perdido,
do olhar profundo
e de um sentimento ainda vivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário