quarta-feira, 20 de outubro de 2010

o dia em que fui feliz

Hoje eu tirei o dia para ser feliz. Não pensei em nada que tivesse a mínima chance de me aborrecer. Fingi que a mágoa nunca existiu. Dei bom dia à síndica chata e sorri para o mal humorado zelador. Pensei positivo no caminho para o metrô.

Neguei o não. Esqueci até mesmo as coisas mais inesquecíveis da minha vida. Como as minhas contas, por exemplo, que resolveram vencer justo no dia em que tirei para ser feliz. Também não pensei nos juros nem na fila interminável à minha espera no outro dia.
Afugentei a preocupação e medo. A angústia e a incerteza. Tentei, por algum instante, tocar no presente e evitar o futuro. Acreditei, no minuto seguinte, no destino. Mas logo desencanei. Sorri enquanto eu caminhava. No momento em que, milagrosamente, eu só pensar em andar.
Respirei fundo, como há tempos não fazia. Evoquei a felicidade com fé. Respirei fundo mais uma vez. E vivi. Porque hoje eu tirei o dia para ser feliz.

2 comentários:

  1. É tão bom amanhecer já com esta proposta diante dos olhos. É isso, hoje tire mais um dia para ser feliz e amanhã se decrete feriado, ao menos na alma. A gente merece.
    Tudo de bom , sempre.
    Paz e bem!
    Sônia Gabriel

    ResponderExcluir
  2. Ai..to precisando de um dia assim meu amigo!
    Vou tentar amanha! E depois de amanha.....
    Saudades de vc!
    Beijos

    ResponderExcluir