terça-feira, 26 de janeiro de 2010

um pouco de mim

Sou um eterno insatisfeito,
se queres azul, quero preto;
se me ofereces bunda, peço peito;
se desejas amor, distribuo amizade;
se me cobras afeto, dou hostilidade;
se me pedes vida, respondo com um sorriso;
se vives a me ligar, perco o sentido;
se queres subir, fico estático;
se ordenas o concreto, quero o abstrato;
se reclamas assim; desculpe-me:
isso é um pouco de mim.

8 comentários:

  1. Vinícius, acredito que você conseguiu captar bem o sentimento do ser humano: um eterno insatisfeito. Parabéns, gosto muito de seus textos.

    Profª Neide Oliveira
    Mestre em Linguística Aplicada

    ResponderExcluir
  2. DE SANDYA COELHO, VIA E-MAIL:

    Muito legal esse, Vi! Curti!!!! =D

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Huummmmmmmmmm, SIGNIFICA!

    ResponderExcluir
  4. Ótimo. Adorei, identifiquei-me. Parabéns sempre!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. DO JORNALISTA JORGE TARQUINI, VIA E-MAIL:



    gostei!

    Ainda bem que humanos são insatisfeitos, não?

    Abraço

    ResponderExcluir
  6. HUMMMMMMM Bixaaaaaaaaaa ta todo mundo sabendo vai no show do Cine ?

    ResponderExcluir
  7. Essa poesia não é um pouco de vc, mas um pouco de todos nós. Sempre gostei muito das suas poesias. Desde a faculdade. Serei seu fiel leitor.

    Estava distante da poesia, mas retornei. Agora para ficar.

    Quem sabe aquele livro que queríamos publicar não sai um dia!!

    Aquele abraço meu amigo poeta.

    ResponderExcluir