terça-feira, 17 de março de 2009

não existem mais botecos como antigamente

É urgente. Preciso desabafar: eu fui expulso de um boteco na semana passada. Tive que deixar a minha cerveja pela metade. Fui obrigado a deixar minha porção de bolinho de carne seca num canto da mesa, esfriando. A minha conversa foi interrompida pela voz seca, dura e impiedosa do garçom, que, lá pela uma da manhã, chegou friamente e disse:

- Estamos encerrando nossas atividades!

O aviso acertou em cheio o meu coração. Fiquei como uma criança em final de festa. Com aquele gostinho de ‘quero mais’. Fiquei com cara de interrogação. Perdi o verbo. Não sabia mais onde tinha parado a conversa. Esqueci que estava flertando com uma gata da mesa ao lado. O meu mundo caiu. Simplesmente desabou.

Não pense que estou fazendo drama, não. É verdade. Essa new wave aqui de Sampa chegou ao extremo. Estou até pensando em fundar um movimento, uma ONG, ou algo do gênero, para salvar o “romantismo botequeiro”. Esse papo de “encerrar as nossas atividades” antes mesmo de a madrugada dar as caras não está com nada. Aliás, bar e madrugada têm tudo a ver. É uma obra-prima do mundo boêmio. Trata-se de um produto ímpar.

Boteco e madrugada formam inspiração. O que seriam dos planos e, por que não, do futuro sem os papos que invadem a noite bar adentro? Deixa o Chico Buarque saber disso! Ele não vai gostar nada, nada. Garanto.

As portas dos bares, que descem quando ainda é noite, põem a boemia em extinção. O lado mais romântico da noite pode acabar. E, se isso acontecer, acredite: muitos casais deixarão de ser formados, as serenatas irão desaparecer... E o garçom (aquele, sabe?) vai perder todo o glamour da profissão.

E eu que sempre passei minhas madrugadas no bar choramingando o pé na bunda, falando mal do chefe, desabafando comigo mesmo... Como fico? O bar da madrugada era o meu psicólogo, psiquiatra, analista. Era ali que resolvia os meus problemas. Vou começar a ter pesadelos com o garçom, que vai invadir o meu sono só para dizer:

- Estamos encerrando nossas atividades!

Lastimável, isso sim. Por isso que eu preciso aprender que não existem mais botecos como antigamente.

Um comentário:

  1. Os garçons também precisam dormir ... rs rs ... de verdade, tb detesto essa frase !!!
    Bjs

    ResponderExcluir